Caderno de Desenhos

27 de out. de 2009

25 de out. de 2009

MAUS.




Acabo de ler "Maus", de Art Spiegelman. Maravilhoso.
Sim, demorei a conhecer porque só agora estou retornando aos quadrinhos.
Incrível como os filmes não conseguiram transmitir o teor real do lado oprimido na guerra, como essa história. Nas telas, tudo é muito fantasioso...
Fico a pensar nos horrores da guerra recente no Iraque. Aqui não temos nem ideia do que é o real sofrimento desse povo. E as famílias? E as crianças ? E os mortos que não puderam nem ser identificados? E aqueles que construíram sua vida e na velhice tiveram todo o seu sacrifício arrebatado de suas mãos? E os resquícios psicológicos irreparáveis?
E o pior: o Hitler deles continua vivo e livre.
Os quadrinhos tem o poder de despertar a atenção para aquilo o que vimos e ouvimos a vida inteira e não demos a devida atenção.
"MAUS" mereceu o Pulitzer. Inegável! (Rico)