Caderno de Desenhos

10 de nov de 2012

Porque desenhar é preciso.









Bom dia!

Sobre o desenho.
Aquilo o que, durante anos, fiz penosamente como técnica, hoje faço por instinto.

Por anos e anos, acompanhei cada pedacinho de papel por onde corria o traço, cada gota de tinta, seguindo militarmente o traço à lápis do esboço.

Sem perceber, naquela época, já finalizava todo o desenho ainda no lápis. Um trabalho muito penoso porque fazia-o duas vezes: no lápis e na tinta.

A técnica, somente, enrigesse o desenho, mas nos primeiros anos é muito necessária. Porque com o passar dos anos, o cérebro registra tudo o que se faz dia após dia e depois, como hábito, ele passa a fazer até sem que você perceba. Aí é que fica legal!

O desenho chega a tal ponto de maturidade que, você deixa de desenhar apenas com a técnica e começa a desenhar com o sentimento. Porque  à partir deste ponto, você começa a usar o seu desenho como forma de pensamento. O traço sai de acordo com o que você pensa e sente quando o faz. Por isso os trabalhos de alguns cartunsitas e ilustradores nos tocam tão profundamente ao ponto de querermos vê-los mais e mais.

Mas, é fácil chegar a esse ponto?
Se fosse fácil, todo mundo era. Na vida, tudo requer muito trabalho, dedicação e persistência. 
Comece agora.

Um grande abraço!
(Rico)