Caderno de Desenhos

6 de nov de 2015

Filosofias Baratas me são as mais caras - Orlando Pedroso.




O Orlando é um desses poucos artistas que me fazem raiva.
Digo Artista, porque ele não cabe mais em um rótulo só... o cara foi além. Ele faz uma coisa que sempre admirei nos cartunistas feras: eles sabem escrever. O desenho? É só um detalhe (um importante detalhe que deve estar marcado por um estilo próprio, diga-se de passagem).

 Voltemos ao Orlando que me faz raiva.
Eu tenho raiva do Orlando porque ele faz  uma coisa que eu não consigo fazer. Não igual a ele, do jeito dele e como ele faz.
Sim, eu sei: todo Artista é diferente, tem o seu jeito, o seu estilo, blá, blá, blá e aquilo o que todo mundo sabe. Mas, tem artistas que são copiáveis. Ele não.
Orlando tem um jeito de dizer as coisas, de traçar o traço, de se fazer entender como poucos. 
Ele é um desses caras fodões da síntese, entende? Com pouco ele faz muito. E sem modéstia nenhuma, de síntese eu entendo (quem me conhece sabe que modéstia é o meu fraco - não tenho mesmo).
Mas, o que me deixou boquiaberto é que ele trouxe essa maestria da síntese para o texto. Isso mesmo! Orlando tem se revelado um baita escritor, vide seu blog no UOL.
Nesse livro "Filosofias Baratas me são as mais caras" o cara mostra que o tempo e a maturidade são um puta diferencial que não vem assim, de repente, e que não adianta ser um bom desenhista, pintor, engraçadinho e cheio de "piadocas" - como diz aí a gíria do momento.
A cada página, uma sacada genial!
O desenho, como ele mesmo disse: é só um detalhe.  Na minha opinião, um detalhe que me fez babar o livro todo.
Recebi o meu exemplar na terça-feira, parei tudo e fui tomar uma cerveja. Li o livro todinho. Andei com ele debaixo do braço na quarta-feira o dia inteiro. Na quinta, ele ficou do meu lado e eu de olho nele.
Estou impressionado. Não bastasse o trabalho do autor, a produção é de babar (capa dura, papel bacanudo, cheirinho de livro novo...)
Pra rechear ainda mais a minha aquisição, ganhei um cartum original dele. Rá!! Já tou vendo o futuro: os meus netinhos naquela fazendona a perder de vista, com um aviãozinho descendo e subindo toda hora (aqui em Minas isso é a coisa mais normal do mundo!). Eu fiquei com o livro numa mão e o original na outra. Hoje, tou igual o Nestor Severó! Olhaí:
Vale a pena conhecer. Eu gostei pacas e, se você gosta de textos e desenhos com uma boa síntese, você vai adorar também.
Grande abraço!
-Rico :)

>> Postei algumas páginas do livro aí acima pra vocês verem que massa tá o livro. Agora, vai lá e compra o seu. Não é porque está na internet que é de graça, viu?

Nenhum comentário:

Postar um comentário